Quais são as características do café curto?

Você já provou o café curto? Ele é um dos tipos de café mais tradicionais e tem muitos apreciadores mundo afora; veja a partir de agora quais são seus principais atributos e como é feito seu preparo

A maioria das pessoas não aceita ficar sem um cafezinho em determinados momentos do dia (e até mesmo à noite), caso comum de quem precisa ficar acordado ou até de quem não tem o sono afetado pela cafeína.

As cafeterias oferecem muitos tipos diferentes da bebida, e quem consome cápsulas para cafeteira também vê muitas variedades nas prateleiras, inclusive aquelas que preparam o chamado café curto.

Mas você conhece as principais características do “curto”? Neste post a gente vai explicar como ele é preparado e também quais são seus principais diferenciais.


Café curto: o que é?

Café curto: o que é?

O café curto não é nenhuma variação muito exótica da bebida, pelo contrário: trata-se simplesmente do conhecido café expresso, mas em uma proporção diferente de ingredientes.

Aliás, é fácil notar quando se trata de um café curto porque a quantidade de líquido na xícara é bem menor.

Os consumidores, no entanto, não pagam menos: o café curto tem algumas características referentes ao seu sabor que fazem com que ele valha muito nos cardápios das cafeterias.


Características do café curto

As características do café curto são bem diferentes daquelas encontradas no café expresso comum, e a explicação é a sua forma de preparo.

Para fazer o café curto, é preciso usar pouca água, além de o grão ser específico: ele, naturalmente, fica mais preservado da água desde o momento da sua extração.

Essa diferença de manejo e de preparo faz com que o café curto tenha um aroma mais acentuado, com um nível mais alto de cafeína e também seja um pouco mais grosso, o que os baristas chamam de “encorpado”.


O café curto leva cobertura?

A cobertura, já vista em tantas versões de café, não é uma das características do café curto: este é bastante simples, como um expresso qualquer.

O que se vê na sua superfície e uma espuma fina na cor caramelo, e que surge devido à própria preparação do café.

A cobertura mencionada neste tópico é preparada com leite vaporizado, e a característica do café expresso (curto ou longo) é ser básico. Por isso, a espuma de leite vaporizado deve ser vetada.

Uma vez que não é colocada a espuma, também são devem ser adicionados os complementos que vêm sobre ela em outras versões de café, como canela em pó ou mesmo chocolate.


Com o que o café curto combina?

Como se percebe, as características do café curto fazem dele uma versão especial dessa bebida e, por ser bastante forte, ela costuma não combinar muito com sabores excessivamente doces.

A razão é que o açúcar acentua o gosto do café e, uma vez que ele já é bem forte, pode se tornar um pouco amargo na boca.

Por isso, quem quiser combinar o café curto com alguma guloseima pode escolher as opções salgadas ou, se doces, dar preferência pelos que são mais suaves.

Uma recomendação é o chocolate amargo: um bom pedaço de chocolate com alto teor de cacau é excelente para acompanhar o café curto.


Dá pra fazer o café curto em casa?

Preparar o café curto em casa é difícil porque o consumidor deve comprar o grão torrado específico para essa bebida e, geralmente, ele só é encontrado em casas especializadas.

Além disso, é complicado conseguir que ele fique devidamente encorpado sem que fique forte em excesso.

Para fazer o café curto em casa é necessário ter uma cafeteira: em seguida, basta procurar pelas cápsulas de expresso e conferir, na embalagem, se é expresso curto.

Há algumas xícaras, inclusive, que são especialmente feitas para o expresso curto e longo.

O consumidor que faz a bebida em casa não precisa se prender a esse tipo de separação: dá para consumir o café expresso curto na xícara do café expresso longo ou em qualquer outra.

Recomenda-se, no entanto, que a xícara tenha mais de 30 cm de altura, uma vez que o café curto costuma ter entre 25 e 30 cm de altura.

É por isso que, em xícaras transparentes, vê-se que há relativamente pouco café, sobrando um bom espaço: para esse efeito, as cafeterias costumam usar recipientes com 50 cm de altura.

Vale a pena prestar atenção na instrução de preparo: justamente pela necessidade desse café ser mais encorpado, pode ser que a quantidade de água na cafeteira tenha de ser reduzida.


Diferenças entre café curto e café longo

Diferenças entre café curto e café longo

Como o café curto e o café longo são tipos de expresso, vale a pena diferenciá-los.

O segundo tipo tem mais bebida, com o ponto negativo de o sabor não ser tão intenso, justamente porque há mais água.

O café curto, porém, é um dos mais apreciados pelos baristas e pelos amantes de café porque permite sentir mais de todas as nuances do grão.

Há pouca diluição, menos quantidade, mas todos os elementos do café são mais sentidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *