Quais são as características do café carioca?

Você sabe como é feio o café carioca? Neste post nós vamos mostrar todos os detalhes sobre essa variação de café, além de ensinar o modo de preparo adequado

Apesar de o café ser uma bebida bastante universal no Brasil e no mundo, ele não é feito da mesma maneira em todos os lugares, e é por isso que se encontram tantas variedades.

Uma delas é o café carioca que, diferente do primeiro pensamento de muitos, não é preparado apenas no Rio de Janeiro.

De fato, muita gente prepara café carioca todos os dias e não sabe que ele é classificado assim.

Quais são as características do café carioca?


Origens do café carioca

O café carioca não é um tipo de café “independente”; na realidade, ele deriva de outra versão bem famosa da bebida, que é o café expresso.

Apesar de ser muito consumido em Portugal, pode-se dizer que o lugar de “nascimento” desse café é a Itália, não se pode especificar onde essa variedade foi desenvolvida.

O fato é que o café carioca é constantemente vendido em todas as padarias e lanchonetes do país.


Principais características do café carioca

Uma importante característica do café carioca é seu sabor fraco: ele não pode ser chamado de “chafé”, como muita gente batiza as bebidas diluídas em excesso, mas ele, de fato, não é forte.

Isso se deve a ele ter muita água (20ml, mais ou menos) para um número até baixo de café (são 35ml, no máximo).

Outra coisa notável no café carioca é que ele não é feito com água fervente.

Muitas pessoas, ao fazer qualquer café, deixam a água ferver para misturá-la ao pó ou grão torrado, mas isso não se aplica ao café carioca, que deve ser preparado com a água apenas quente.

Vale salientar que outros tipos de café expresso também são preparados, originalmente, dessa forma.


Por que o café carioca é considerado um café simples?

Como característica do café carioca também se deve mencionar que ele é bem simples, provavelmente por ser derivado de um dos cafés mais simples do mundo, que é o expresso.

Enquanto muitas bebidas do tipo têm espuma bem intensa de leite vaporizado e podem conter até canela e outras finalizações, o café carioca é bem básico.

Por ser um café tipo expresso, o café carioca costuma ter uma espuma fina na cor caramelo, e nada além disso.

Para “ver” a figura desse café na mente, basta lembrar dos cafés que são servidos em copos americanos nas padarias, completamente simples.

Por isso, se você está planejando fazer um café carioca, lembre-se de não incluir nele nenhum tipo de finalização.


Como preparar o café carioca

O café carioca, devido a sua simplicidade, não é difícil de ser preparado, com a ressalva de que nem todo mundo consegue fazer as medidas corretas de água e de café.

Caso você queira fazer o café carioca perfeito e completamente tradicional, é indicado o uso de medidores para providenciar cada uma das medições.

Há todavia, uma forma mais simples de tomar o café carioca em casa: é comprando a cápsula para cafeteira nesse sabor específico.

Esse tipo de cápsula traz a correta quantidade de pó de café para que, adicionada a água na cafeteira, o sabor fique como o do café tradicional das padarias.

Mesmo se você não tem uma cafeteira, essas cápsulas de café carioca serão muito úteis.

Isso porque você pode medir somente a quantidade de água, abrir a cápsula e utilizar o pó que está em seu interior.

Será quase a mesma coisa que se faz com o café em pacotes, mas é importante tomar cuidado para não se machucar ao abrir a cápsula.

Diferente dos cafés expresso longo e curto (que também são “parentes” do café carioca), não existe xícara com tamanho mais adequado para essa bebida.

O importante mesmo é que ele fique ligeiramente fraco e que se use apenas agua quente e não fervente.


O que servir com o café carioca

O que servir com o café carioca

Não é porque o café carioca é comercializado em padarias e lanchonetes, majoritariamente, que ele não pode ser uma bebida para ocasiões mais formais.

De fato, esse café pode ser apreciado em qualquer contexto, e ele combina bastante com aperitivos doces, pois eles reforçam o café ao paladar.

Quando se tem cafés muito fortes, não é recomendado exagerar na combinação deles com os doces porque o reforço pode deixar o sabor muito acentuado.

Esse perigo, contudo, não existe quando se trata do café carioca por ele ser mais fraco; assim, um reforço utilizando quitutes doces é bem-vindo.

Outra dica a ser lembrada na hora de preparar o café carioca é reduzir a quantidade de açúcar ou adoçante.

Se você tem o hábito de fazer um café forte e, por isso, adoçá-lo mais, lembre-se de diminuir a proporção caso esteja fazendo um café carioca: se você adoça usando açúcar, fique ainda mais atento à quantidade de colheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *